À La Carte: Sepultura lança novo single “Under My Skin”


Como parte das celebrações pelos 30 anos de formação do Sepultura, a banda lançou um single chamado “Under My Skin”. A música é um agradecimento ao apoio e dedicação dos fãs que acompanham a banda, independentemente de mudanças ou de bons ou maus momentos. O áudio foi liberado no YouTube pela Nuclear Blast Records

Antes do lançamento do single a banda convocou os fãs para mandarem fotografias de suas tatuagens com referências ao grupo. Essas imagens recebidas são usadas no vídeo de divulgação de “Under My Skin”. O single foi lançado na Europa no último dia 05 e na América do Norte nesta terça-feira, 09. A música está disponível em compacto de vinil em quatro cores diferentes: preto, verde, vermelho e amarelo. No lado B do disquinho vem uma versão ao vivo da faixa “Kairos”. Confira:

Sepultura – Chaos A.D

sepultura_-_chaos_a.d._-_booklet_(8-8)

Chaos A.D é o quinto álbum de estúdio da banda Sepultura, lançado em 1993. A banda brasileira de metal surgiu em 1984, criada pelos irmãos Max Cavalera e Igor Cavalera em Belo Horizonte- MG. O álbum vendeu mais de um milhão de cópias, sendo considerado um dos melhores da banda. A revista Rolling Stone publicou a lista dos 100 maiores discos da música brasileira, na qual Chaos A.D ocupou a 46ª posição.

A primeira vez que eu ouvi “Orgasmatron” passando no Clip Trip na  TV Gazeta, apresentado pelo Beto Rivera, eu tive um orgasmo (sem trocadinho). Não sabia que se tratava de um cover do Motorhead, mas aquela música tinha entrado em minha mente de tal maneira que eu precisava saber tudo sobre a tal banda. Quem era o Sepultura?

No início da década de 90 não tinha internet, pesquisar não era nada fácil e como no ginásio era necessário fazer muitos trabalhos e assim frequentar bibliotecas, uni o útil e o agradável e consegui buscar informações através de jornais e revistas antigas que estavam disponíveis para consulta e para a minha sorte, encontrei uma revista Show Bizz lançada na época do Rock In Rio 1991 que continha informações sobre todas as bandas participantes do evento incluindo a grande atração nacional: Sepultura.

Deste dia em diante comecei a ser um grande fã da banda e a minha paixão pelo metal aumentou, comecei a comprar todos os discos, shows em fita VHS (Under Siege e  Donington Park). Comecei a colecionar palhetas, adesivos e diversas camisetas da banda e a primeira camiseta que tive foi uma da Vision Street Wear com o S tribal estampado no meio da bandeira do Brasil. Um clássico que ainda tenho guardado com carinho em meu guarda roupas.

Ainda estando no período pré Chaos AD, todas as revistas de rock da época no qual tinha entrevista com a banda, era relatado que este álbum seria diferente do seu antecessor Arise (que tanto amo, afinal tem  “Orgasmatron”). Passei meses colecionando tudo que se podia da banda até o grande dia do lançamento e recordo que com o álbum veio o lançamento do single “Territory” juntamente com o clipe que foi mostrado pela primeira vez na televisão através do programa Fantástico da rede Globo e acabei comprando o álbum nas duas versões existentes na época: vinil e fita cassete.

The Chaos A.D World Tour começou em outubro de 1993, passou aqui em São Paulo no final do ano em um show histórico no Aramaçan em Santo André. Tinha quinze anos, camiseta da banda, calça preta, coturno, cabelo quase na cintura e com a barba já tomando espaços no meu rosto, ajudando a compor meu visual metaleiro e assim fui para o primeiro show da minha vida assistir a banda que mais gostava. O show foi incrível, a abertura ficou por conta da banda P.U.S (Porrada Ultra Suicida) que contava na época com a guitarrista Syang que ficou famosa depois, mas não por seus dotes musicais e sim outros dotes que mostrou em revistas masculinas.

Fora a banda de abertura, outra atração inesquecível para mim foi a presença do apresentador Vitão Bonesso do programa Backstage da rádio Kiss Fm, apresentando as bandas antes de subir ao palco. Esta foi a minha iniciação de verdade no mundo do metal, onde pude me vestir, estar ao lado de milhares de headbangers batendo a cabeça e voltar para a casa em êxtase. Feliz também ficou a minha mãe, quando viu que eu voltei para casa depois do tão atormentador show de rock (para ela) estando completamente sóbrio e sem fraturas.

Faixas:

  1. “Refuse/Resist” – 3:19
  2. “Territory” – 4:47
  3. “Slave New World” – 2:54
  4. “Amen” – 4:27
  5. “Kaiowas” – 3:43
  6. “Propaganda” – 3:32
  7. “Biotech Is Godzilla” – 1:52
  8. “Nomad” – 4:58
  9. “We Who Are Not As Others” – 3:42
  10. “Manifest” – 4:46
  11. “The Hunt” (cover do New Model Army) – 3:59
  12. “Clenched Fist” – 4:57
  13. “Polícia” (cover dos Titãs) – 1:48 *

* Está disponível apenas na versão brasileira.