The Cure – The Head on the Door

Sem título

The Head on the Door é o sexto álbum de estúdio da banda The Cure, lançado em 13 de agosto de 1985. Depois de gravar um de seus álbuns mais sombrios em 1984 o álbum The Top, o The Cure mudou sua direção musical radicalmente. A banda sempre teve um elemento pop em seu som, mas foi com o álbum The Head on the Door que alcançaram o topo como uma máquina de singles nas paradas. O disco começa com a melhor abertura de um disco já feito pelo The Cure na minha opinião, ‘In Between Days’ é simplesmente genial e que deve ter deixado os caras do New Order de cabelos em pé, pois o posto estava sendo tomado. O baixo de 6 cordas tocado em estúdio por Smith, além de lindo, lembra os melhores momentos da banda em formação, que na época, ainda lutava para se consagrar, e viu sua sonoridade emulada num mega hit arrasa quarteirão.

Já com ‘Kyoto Song’ o teclado vai para uma viajem oriental e o senhor Smith grita mesmo, sente a morte, os pesadelos e a solidão e chama a atenção para o poderoso arranjo. Logo tudo muda novamente com o violão flamenco em destaque em “The Blood“, que sempre me deu a impressão de ouvir Robert Smith exorcizando sua culpa cristã, paralisado pelo sangue de Cristo como a ótima letra descreve. Talvez o segredo de ‘The Head On The Door’ seja mostrar em cada canção uma diferente faceta da banda, ficando para ‘Six Different Ways‘ a verve mais singela e delicada do álbum, uma balada psicodélica que parece vinda direto da terra do nunca e que cria o clima para a explosão pop e levada roqueira da climática ‘Push‘, que fecha o lado A do vinil.

O ​Lado B e a viagem recomeça na eletrônica e dançante ‘Baby Screams‘, em que a voz de Robert marca presença pela força e frescor, dando um sentido de urgência à interpretação. Mas é no clima claustrofóbico de ‘Close to Me‘ que o gênio pop de Smith se libertou e mostrou a receita própria da fábrica de hits do The Cure. A partir de então, a banda não teve vergonha de apostar na simplicidade dos versos em primeira pessoa e na sonoridade em forma de caixinha de música.

Faixas:

1. In Between Days
2. Kyoto Song
3. The Blood
4. Six Different Ways
5. Push
6. The Baby Screams
7. Close to Me
8. A Night Like This
9. Screw
10. Sinking

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s